Blog

Receita de Nutri

Bolinho de cenoura e bergamota

Ingredientes

1/2 cenoura crua grande crua e raspada

1/2 unidade de bergamota

1/2 xícara de farinha de trigo

1/2 xícara de aveia de flocos

2 ovos

2 colheres de óleo

1 colher de sopa de fermento em pó

Como você vai fazer: Bata no liquidificador o ovo, óleo, cenoura picada crua, gomos de bergamota sem caroço. Bata tudo no liquidificador Misture a massa com as farinhas e coloque em forma untada por aprox. 30 minutos

Rendimento: 7 forminhas de cupcake

Como estimular meu filho (a) a consumir frutas?

Algumas crianças podem ter dificuldade de comer frutas diariamente. Isso se torna um grande problema e aflição para os pais. 

Deixar de oferecer ou forçar a criança comer pode piorar o caso e causar mais rejeição de frutas. Veja abaixo como você pode começar a estimular e oferecer frutas para seu filho (a) de forma divertida:

1) Faça cortes diferentes, tipos espetinhos de fruta ou com formas de desenhos. É importante deixar a criança tocar na fruta;

2) Faça suco de fruta junto com a criança. Leve ela para lavar as frutas, cortar e colocar no processador. Use canudinhos divertidos para estimular o consumo.

3) Leve seu filho na feira ou no supermercado, estimule a criança a cheirar as frutas e tocar;

4) Faça preparações com frutas. Como panqueca de banana, cookies de maçã e picolé de melancia;

Vamos começar hoje mesmo? Escolha pelo menos um e convide seu filho (a)

Síndrome mão-pé-boca

A Síndrome mão-pé-boca é uma doença contagiosa e causada por um vírus. Pode ser transmitida entre as pessoas, contato com a saliva, fezes e objetos contaminados

A maioria das crianças contaminadas apresentam diminuição do apetite e tem dificuldades de ingerir certos alimentos e consistências. Muitas vezes por causa das lesões na boca que causam muita dor ao entrar em contato com o alimento

Algumas recomendações podem ajudar:
– Comidas quentes, apimentadas e com muito sal podem incomodar bastante algumas crianças, evite oferecer. Nesse caso preste atenção, se a preparação vai temperos prontos (aqueles temperos de saquinho), além de ter muito sal. Apresenta realçador de sabor de pode piorar a dor;
– Prefira servir os alimentos na consistência pastosa, tipo purês ou mingau. Exemplo: purê de batata com carne bem picada ou moída;
– Sorvetinhos de frutas, banana com manga ou abacate;
– A criança pode se negar a beber água, ofereça sempre, principalmente gelada. É indispensável para manter a boa hidratação. Se a criança for maior pode oferecer com canudinhos ou pequenos goles;

Sanduíche para crianças - Palhaço Divertido

Montar sanduíches ou pizzas pode ser uma forma de aproximar a criança de alimentos que são frequentemente rejeitados, como: alface, tomates, cenoura, chuchu entre outros.

Para montar o sanduíche divertido você precisa de apenas: pão de forma, tomates cerejas, alface, chuchu e para o recheio eu usei cenoura bem ralada, requeijão e temperos desidratados

Vamos aos detalhes:

1) Olho: tomate cereja e batata palha (cílios)

2) Nariz : cenoura 

3) Boca: chuchu

4) Recheio: alface, e creme de cenoura com requeijão e temperos desidratados

Vale a sua imaginação nesse momento!

Lancheira Escolar Simples, funciona

Uma porção de fruta, uma preparação e alimento fonte de proteínas são suficientes para compor a lancheira escolar 

As preparações pode ser: pãozinho de cenoura, panquecas, bolinhos de fruta ou cacau, cookies de aveia e biscoitinhos caseiros  

Uma garrafinha de água gelada para hidratar

Os sucos de fruta, mesmo in natura, não precisa ser enviado todos os dias. Dei preferência por enviar fruta + água 

Nesse caso, vamos está reforçando dois hábitos: comer fruta + tomar água 

Biscoitinho de mel e aveia

Ingredientes

 

1⁄2 xícara de farelo de aveia

 1 e 1⁄2 xícara de farinha de aveia + mais ou menos 2 colheres (sopa) para dar ponto

 1⁄2 xícara de açúcar mascavo

 2 colheres (sopa) de óleo de coco líquido

 2 colheres (sopa) de água

 1 colher (sopa) de mel ou melado de cana

1 colher (chá) de canela em pó

Xícara medidora: 250ml.

 

Modo de fazer

Em um recipiente, coloque e misture o farelo de aveia, 1 e 1/2 xícara de farinha de aveia e o açúcar mascavo. Adicione o óleo de coco, a água e a mel. Misture bem com as mãos e adicione o restante da aveia até obter uma massa uniforme. Separe em bolinhas e achate bem para formar os biscoitos. Para crianças menores, não achate muito, para ficarem mais macios. Coloque em assadeira untada e asse em forno preaquecido a 180 graus por 20 minutos ou até ficarem levemente dourados. O tempo pode variar entre fornos. Eles devem ficar dourados para ficarem crocantes. Espere esfriar para desenforma

 

Rendimento: aprox. 12 unidades

 

Qual a quantidade ideal para o bebê comer?

Você mãe que coloca uma grande quantidade no prato do bebê, esperando que ele limpe o prato ou fica frustrada por seu bebê ”comer pouco”

Muito mais que a quantidade que você vai colocar no prato ou que o bebê come, é observar o sinais de fome e saciedade do seu filho

Então comece colocando essa quantidade, que é apenas direção, no prato, se seu bebê manifestar fome e quiser mais ofereça

Para um bebê de 6 a 7 meses, a quantidade pode ser de 2 (duas) colheres de sopa (considerando todos os grupos alimentares)

Já para bebês de 1 a 2 anos, a quantidade pode ser de 5 a 6 colheres (considerando todos os grupos alimentares)

A quantidade ideal é aquela que o bebê quer comer 

Gelatina, é uma boa opção para bebês

Não é uma boa opção de lanche.
Muita gente ainda acredita que gelatina é super saudável para bebês e super importante por ter colágeno e ser rica em proteínas. Não é verdade

Basta uma lida rápida nos ingredientes para ter certeza que gelatina não é alimento para bebês e nem crianças

Se você recebeu a orientação de oferecer para o bebê, substitua por fruta

Mentiras sobre Introdução Alimentar

Qual foi a principal mentira que você já escutou para iniciar a introdução alimentar de forma precoce (antes dos 6 meses)?

🤥 Precisa dar suco para acostumar a barriga do bebê? MENTIRA
A barriguinha (sistema digestivo) do bebê ainda está em desenvolvimento, oferecer outros alimentos além do leite materno ou fórmula não é recomendado o bebê pode ter diarreia ou alergias

🤥Terminou a licença maternidade, precisa começar a dar comida para o bebê? MENTIRA
Por mais que a licença maternidade seja de 4 meses, não há nenhuma recomendação de começar a dar comidinhas para o bebê.A recomendação é manter o leite materno/formula infantil exclusivamente

🤥O leite materno não está sustentando o bebê. Precisa dar sopinha. MENTIRA
Esse é um dos principais motivos que levam a dar comidinhas de forma precoce para o bebê. Até os 6 meses o leite ou fórmula infantil é suficiente para nutrir o bebê. A sopinha não possui todos os nutrientes nem quantidade adequadas para alimentar o bebê.

🤱🍼 Até os 6 meses o leite materno exclusivo ou fórmula infantil. 

A criança que não come. O que será?

Será uma fase? A “criança é chata para comer”? ou é algo mais sério?

Uma questão é certa se você mãe está preocupada e a alimentação do seu filho está tirando o sono, é porque realmente há um problema

Veja os sinais de alerta👇

▪︎A criança não experimenta alimentos diferentes
▪︎ Quer sempre comer os mesmos alimentos
▪︎Faz ânsia, sente nojo e evita tocar em determinados alimentos
▪︎ Escolhe os alimentos de acordo com a cor e textura que está acostumado
▪︎Não come fora de casa
▪︎A hora da refeição é uma luta
▪︎ A criança não come grupos de alimentos inteiros 

( ex.: nenhuma fruta ou vegetais)

A avaliação com o nutricionista especializado em Dificuldade Alimentar é fundamental. 

Como inserir folhosos na alimentação de bebês?

Desde o inicio da introdução alimentar, aos 6 meses, bebês pode consumir folhosos (couve e alface, a exemplo). Não existe nenhum restrição. Você deve apenas ter cuidado com a forma  e textura que será oferecido.

A melhor forma de oferecer é com misturado com alimentos macios ou pastosos. Pode colocar a couve bem picadinha no feijão, ou arroz ou até mesmo no omelete. 

As folhas verde-escuras são fontes de vitamina A e fibras, devem fazer parte da alimentação da criança desde os primeiros anos de vida

O que tem na lancheira do seu filho?

Salgadinhos, bolacha recheada? Refrigerante? O que tem na lancheira do seu filho?

Lancheira é coisa séria. Não é sobremesa e nem hora de comer guloseimas. O que o seu filho leva na lancheira pode dizer muito da saúde dele.

O lanche escolar complementa pelo menos 25 % do que a criança come ao dia. Então evite colocar ultraprocessados (salgadinhos, bolacha recheada e refrigerantes), estes alimentos estão associados a excesso de peso e hipertensão arterial. 

A lancheira deve conter pelo menos, uma fruta, uma preparação caseira ou produto restrição de açúcar e gorduras e água.